• Logomarca Governo do Estado do RN
  • Governo do Estado do RN
  • Nov 29 2021 2:09PM

NOTÍCIA

+

Chineses sinalizam interesse em ampliar investimentos no RN

ASSECOM/RN17 Aug 2021 09:29

Raiane Mianda/ASSECOM/RN
RN ocupa posição geográfica privilegiada na rota do comércio internacional

Ao participar nesta segunda-feira (16) de uma reunião virtual em comemoração aos 47 anos da relação diplomática China-Brasil, a governadora Fátima Bezerra reforçou o interesse do Rio Grande do Norte em ampliar as parcerias comerciais com os chineses, destacou as potencialidades e o diferencial competitivo do Estado em relação aos concorrentes.

“O ambiente favorável para o investidor, somado às condições climáticas para geração de energia eólica e solar, torna o RN o melhor local do Brasil para investimentos em energias renováveis”.

Governadora Fátima Bezerra.

Ocupando posição geográfica privilegiada na rota do comércio internacional, rico em minério, produtor de frutas tropicais, de camarão e pescado, líder na geração de energias renováveis e com potencial infinito para a produção do chamado hidrogênio verde, o Rio Grande do Norte está no radar da nova economia mundial, baseada na redução da emissão de carbono.

"Esse momento está coroando as agendas que demos início em 2019, quando a cônsul aqui esteve, liderando uma comitiva de investidores chineses, abrindo as portas do mercado daquele país para nosso melão. Depois fomos a Pequim e lá assinamos memorando com empresas chinesas para trazer investimentos. A sra. Yan deixou muito claro a decisão firme do governo chinês, através do consulado, de estreitar cada vez mais as relações comerciais com o RN. Tenho certeza de que vamos avançar cada vez mais, não só com o melão, mas com outros produtos de exportação. Demos hoje mais um passo importante no sentido de trazer mais investimentos e promover aquilo que o povo mais almeja, que é emprego. Foi um encontro memorável", comemorou a governadora Fatima Bezerra, parabenizando os promotores do evento - Jean Valério (Lide RN) e Everton Monezzi (Lide China).

A reunião virtual foi promovida pela Lide Rio Grande do Norte e Lide China e contou com a presença da Cônsul Geral da China no Recife, Yan Yuqing; do diretor geral do Conselho Chinês de Promoção do Comércio Internacional (CCPIT), Guo Yinghui; do presidente do Conselho de Administração da CPFL Energia, Wen Bo; do vice-presidente da CCCC South America, Yu Yong; do presidente da Fiern, Amaro Sales e do sócio-fundador da Agrícola Famosa, Luiz Barcelos. O diretor geral da China-Brazil Invetiment Development Trade Center, Pan Faming, fez uma intervenção direto da China.

Referindo-se à governadora Fátima Bezerra como "grande amiga", a Cônsul Geral da China no Recife, Ian Yuqing, defendeu o aprofundamento das relações bilaterais entre o Rio Grande do Norte e a província do Cantão (Guangdong, que tem 104 milhões de habitantes) e o fortalecimento das parcerias em algumas áreas: agricultura verde; energias renováveis, cidades inteligentes e cidades seguras; criação de zonas experimentais industriais em comum para aumentar a produtividade;  combate à pobreza; turismo e cultura. "Precisamos realizar eventos culturais para que os povos possam se conhecer melhor, aprofundar a parceria da mídia do RN com a chinesa para que o estado possa aparecer mais para o público chinês", sugeriu a diplomata.

Ela disse que naquele evento havia executivos de duas empresas chinesas da área de energia interessadas em investir o RN, informou que o país asiático está em tratativas para importar o camarão produzido no RN e elogiou a governadora Fátima Bezerra. "O Estado tem muitas potencialidades, uma costa lindíssima e agora trabalha com desenvolvimento econômico e social. Tudo isso é vantagem, mas o que vejo como maior vantagem no Rio Grande do Norte é a governadora, um ponto fora da curva, que tem secretários muito competentes. São pessoas assim que fazem do RN um lugar diferente." Foi o Consulado em Recife, através da sra. Yuqing, quem abriu as portas do mercado chinês para o melão potiguar, depois de oito anos de negociações.

"Nesse seminário foram apontados vários caminhos para aumentar os investimentos chineses no Rio Grande do Norte que vão trazer desenvolvimento, mais empregos e renda para nosso povo. Estamos lutando para ter um porto e a empresa interessada em construí-lo estava presente, assim como outras gigantes que já investem em nosso Estado. Foram citadas várias alternativas que daremos sequência, assim como fizemos quando a comitiva chinesa esteve no RN em julho de 2019", adiantou o secretário de desenvolvimento econômico, Jaime Calado.

Em nome do empresariado local, o presidente da Federação das Indústrias (Fiern), Amaro Sales, convidou a cônsul a voltar ao Rio Grande do Norte para conhecer o Mais RN, Agenda Potiguar 2019/2022, projeto de desenvolvimento do Estado, que inclui 44 metas indicativas e 180 ações concretas nas áreas de segurança, saúde, educação, transportes, conectividade, recursos hídricos, inovação e melhoria da gestão pública.

O QUE ELES DISSERAM

Yan Yuqing (Cônsul Geral da China no Recife)

"Gosto tanto do Rio Grande do Norte que sou voluntária para fazer o trabalho de divulgação do Estado na China."

Guo Yinghui (CCPIT)

Acabei de chegar ao Brasil e estou feliz de realizar esse diálogo de oportunidades de negócios com a China em nome do escritório do Brasil do CCPIT. As relações comerciais com o Brasil evoluíram muito nos últimos tempos. Antes, os negócios eram de apenas alguns milhões e agora estamos falando de bilhões de dólares. O salto foi tão grande que o valor de cada 10 minutos, hoje, equivalem a [um ano de] 20 anos atrás.”

Em tempo:  Em 2020, mesmo com pandemia, os negócios Brasil-China somaram 119 bilhões de dólares.

Wen Bo (CPFL Energia)

"Foi muito gratificante ouvir o discurso da governadora Fátima Bezerra, da Cônsul Geral Yan Yuqing e dos líderes empresariais, especialmente sobre as realizações de desenvolvimento e potencial de crescimento do Rio Grande do Norte. A indústria de energia da China é a principal força do plano de redução de carbono. Em 2030, a capacidade instalada de eólicas e solar na China chegará a mais de 1,2 bilhão de kilowatts."

Amaro Sales

"Temos muito interesse de manter e ampliar nossas relações empresariais, sociais e culturais com a China."

Luiz Roberto Barcelos - Agrícola Famosa

O melão é a primeira fruta brasileira a ser exportada para o mercado chinês. Foi uma luta de oito anos que contou com a ajuda da cônsul e com o apoio importante da governadora Fatima Bezerra. A China é e, tenho certeza, será nosso parceiro no futuro. O Brasil é um grande celeiro mundial de grãos e poderá ser também o pomar do mundo."

Jean Valério (Lide/RN)

Que essa amizade floresça ainda mais, alicerçada, sobretudo, na realização de grandes negócios e investimentos. Este é o desejo dos empresários, empresárias e líderes associados que compõem a plataforma Lide/RN. Então, mãos à obra e bons negócios. Que venha o futuro!”

Everton Monezzi (Lide China)

"Vida longa a essa relação de amizade dos dois povos. Distância mesmo só a geográfica entre Brasil e China.”

Jaime Calado (Sedec)

“Fiquei satisfeito e até empolgado. Primeiro porque esse evento foi uma iniciativa de empresários do Rio Grande do Norte e da China; segundo pelo apoio entusiasmado do consulado no Recife." 





Notícias do RN